19 de março: Hoje é dia de São José esperança de bom inverno para o sertanejo

500

Celebra-se hoje, 19 de março, o dia de São José. Neste dia, a Igreja, espalhada pelo mundo todo, recorda solenemente a santidade de vida do seu patrono. São José era carpinteiro na Galileia e marido da Virgem Maria, protetor da Sagrada Família, foi escolhido por Deus para ser o patrono de toda a Igreja de Cristo. Esteve ao lado de Maria em todos os momentos, principalmente na hora do parto, que aconteceu em um estábulo, em Belém. Educou e protegeu o menino Jesus, com o amor de Deus-Pai. São José foi um homem justo, trabalhador e exemplo de pai. A simplicidade e a fidelidade fizeram dele o protetor escolhido para Maria e para o próprio Jesus, bem como para todos nós. Seu nome, em hebraico, significa “Deus cumula de bens”.

No Evangelho de São Mateus vemos como foi dramático para esse grande homem de Deus acolher, misteriosa, dócil e obedientemente, a mais suprema das escolhas: ser pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Messias, o Salvador do mundo.

Cultura

O dia de São Jose para muitos, é motivo de alegria pelo simples fato de representar para o sertanejo, o santo reconhecido pela sua tradição de chuvas. O dia tem um significado muito maior, na esperança e fé em um bom inverno no sertão. A crença popular é de que se chover no Dia de São José, o ano será de bom “inverno”, com safra boa e muita fartura, o que gera forte expectativa para os sertanejo.

Já para a ciência, o dia de São Jose é marcado por uma proximidade da passagem do equinócio (quando o sol incide com maior intensidade sobre as regiões próximas à linha do equador). Para especialistas da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), na verdade, as chuvas desse dia são explicadas devido à quadra chuvosa da região, que acontece de fevereiro a maio. “Chover ou não chover não tem relação com o dia 19 de março, e nem se a quadra chuvosa vai ser boa. Caso não chova, isso não significa que o inverno vai ser bom ou ruim.

Tradição

Ao longo da história, as homenagens a São José ganharam conotações diferentes. Em alguns momentos, mais caracterizadas pelas manifestações culturais, marcadas pelas tradicionais promessas que, caso a chuva caísse, o agricultor teria que pagar. Muitas vezes, envolviam sacrifícios físicos como longas caminhadas. Existiam práticas que consistiam em “roubar” a imagem do Santo, devolvendo no dia seguinte em procissão  após o pedido de  um bom inverno. Ainda temos outras tradicionais manifestações culturais típicas do nordeste em homenagem ao dia de São Josée, como o cordel e o repente. Um dos maiores ícones da cultura cearense, Patativa do Assaré, deixou dentre suas composições “A Triste Partida”, interpretada por Luiz Gonzaga,  que descreve a expectativa sertaneja para o dia de São José.:

Sem chuva na terra descamba janeiro, 

Depois fevereiro e o mesmo verão.

Meu Deus, meu Deus

Entonce o nortista, 

Pensando consigo, 

diz ‘Isso é castigo, 

não chove mais não’

Ai, ai, ai, ai

Apela pra março, 

Que é o mês preferido 

Do santo querido, 

Sinhô São José

Meu Deus, meu Deus

Mas nada de chuva, 

Tá tudo sem jeito, 

Lhe foge do peito o resto da fé.