Juiz da vara criminal de Currais Novos Ricardo Cabral Fagundes realizou o lançamento de seus livros em Natal/RN

1533

O juiz da Vara Criminal de Currais Novos, Ricardo Antônio Menezes Cabral Fagundes, fugindo do assombroso mundo sem volta da criminalidade vivenciado e estampado com números alarmantes nas páginas de noticiários do mundo inteiro, realizou o lançamento nesta sexta-feira, 7 de abril, do livro “O Sistema Prisional Brasileiro Frente à Omissão Estatal e ao Estado de Coisas Inconstitucional”. Obra que é fruto de sua tese de Mestrado na UFRN, o lançamento conjuntamente com o livro de poemas, “Diálogos”, aconteceu no Restaurante Santa Maria, localizado na Rua Rodolfo Garcia, 2147-C, no bairro de Lagoa Nova em Natal/RN. Os dois livros são uma edição do Caravela Selo Cultural e estão sendo vendidos, respectivamente, ao preço de R$ 70 e R$ 30.

Estiveram prestigiando o lançamento dos livros os Cerrocoraenses Toinho do Crediário e Wagner Cabral Fagundes e o irmão do juiz, o advogado e professor da UNP/UFRN Alexandre Cabral e o advogado Felipe.

Os problemas atuais e as frequentes rebeliões de que se tem notícia? Para o magistrado, Ricardo Cabral, não. Existem muitos outros fatores envolvendo essa questão. “Se os governantes quiserem alcançar algum sucesso na redução da criminalidade, os gestores públicos, preferencialmente com o apoio da sociedade civil organizada, devem atentar para alguns aspectos, que você vai conhecer lendo o livro”.

Indagado sobre por que resolveu lançar junto com tema tão espinhoso, seu livro de poesia, “Diálogos”, Ricardo Cabral, afirma que foi proposital: “Aparentemente poesia e crise no sistema prisional são incompatíveis, principalmente pela realidade caótica dos estabelecimentos prisionais brasileiros. Quis mostrar, por outro lado, que é possível pesquisar e dissertar sobre um tema tão árido como este e simultaneamente ter a sensibilidade para escrever um poema. Pode ser que alguns leitores entendam que se trata de uma sugestão subliminar de leveza. Entendo que só a poesia pode amenizar as intempéries da vida. Por isso temos que viver poesia a cada dia”.

Estes trabalhos também serão lançados em breve na cidade de Currais Novos/RN.