Cotado para disputar o governo em 2018, Carlos Eduardo assume 4° mandato à frente da PMN

441

Reeleito ainda no 1° turno das eleições de outubro passado, com 63% dos votos válidos, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), tomou posse na noite deste domingo, no Centro Municipal De Referência Em Educação (Cemure), na Cidade da Esperança, junto ao seu vice, o deputado estadual, Álvaro Dias (PMDB). Em seu discurso, com direito a auditório lotado, o chefe do executivo municipal destacou que a prioridade no seu 4° mandato será normalizar o calendário de pagamento dos servidores – atrasado desde 2016.

Diante da crise em que os municípios brasileiros estão atravessando atualmente, o prefeito admitiu: “O momento não está sendo fácil pra ninguém. É preciso muito mais trabalho para normalizar a situação financeira da nossa cidade. Mereci os votos dessa cidade que desde criança aprendi a amar e respeitar. É preciso conquistá-la a cada dia e administrá-la com honestidade e dedicação”, afirmou.

Ainda sobre a crise econômica, Carlos Eduardo emendou: “Pesa sobre meus ombros, nessa hora em que vive a nação e o Rio Grande do Norte, os maiores desafios que a vida política coloca. Nunca uma crise foi tão degradante”.

Reeleito ainda no 1° turno das eleições de outubro passado, com 63% dos votos válidos, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), tomou posse na noite deste domingo, no Centro Municipal De Referência Em Educação (Cemure), na Cidade da Esperança, junto ao seu vice, o deputado estadual, Álvaro Dias (PMDB). Em seu discurso, com direito a auditório lotado, o chefe do executivo municipal destacou que a prioridade no seu 4° mandato será normalizar o calendário de pagamento dos servidores – atrasado desde 2016.

Diante da crise em que os municípios brasileiros estão atravessando atualmente, o prefeito admitiu: “O momento não está sendo fácil pra ninguém. É preciso muito mais trabalho para normalizar a situação financeira da nossa cidade. Mereci os votos dessa cidade que desde criança aprendi a amar e respeitar. É preciso conquistá-la a cada dia e administrá-la com honestidade e dedicação”, afirmou.

Ainda sobre a crise econômica, Carlos Eduardo emendou: “Pesa sobre meus ombros, nessa hora em que vive a nação e o Rio Grande do Norte, os maiores desafios que a vida política coloca. Nunca uma crise foi tão degradante”.

Trajetória – A primeira participação de Carlos Eduardo na chefia do executivo foi em 2002. Então vice-prefeito da cidade, ele assumiu o cargo quando a então prefeita Wilma de Faria candidatou-se ao Governo do Estado. Em 2004, lançou candidatura própria e venceu as eleições, permanecendo na cadeira principal da Prefeitura até 2008.

O terceiro mandato de Carlos foi consolidado em 2012. Após disputa acirrada no segundo turno com Hermano Morais (PMDB), o pedetista venceu as eleições e foi declarado novamente prefeito da cidade numa chapa ao lado de Wilma de Faria.

Por fim, já em 2016, buscou pela segunda vez a renovação do seu mandato, vencendo com folga, ainda no primeiro turno, garantindo-se no posto até 2020.

AgoraRN