Em eleição para o Senado, potiguares optam pela renovação total

82

Com 88,65% das urnas apuradas, a eleição para o senado da república está praticamente definida no Rio Grande do Norte: em 1º lugar, o Capitão Styvenson (Rede), com 26,68% dos votos, seguido por Zenaide Maia (PHS) com 22,32%.  Este resultado proporciona uma grande mudança neste segmento do poder legislativo. O motivo: praticamente aposenta dois grandes nomes da política potiguar, como Geraldo Melo e Garibaldi Alves, além de interromper um crescimento –  levando-se em conta as últimas seleções –  do pastor e deputado federal Antônio Jácome, que a partir de janeiro ficará sem mandato.

A diferença que impossibilitou Geraldo Melo de ocupar a vaga de Zenaide foi de aproximadamente 9,43% de votos. No entanto, uma das situações mais improváveis dessas eleições é a derrota de Garibaldi Alves, que ficou atrás de Geraldo Melo. Ele, que já foi o senador de um milhão de votos, nesta ocasião conseguiu cerca de um terço. Na fila de baixo para o senado outros nomes surpreenderam como Alexandre Motta (PT), que ficou com 8.32% votos, desbancando a ex-atleta olímpica Magnólia Figueiredo (SD), que obteve 4.13% votos.

Agorarn