Profetas preveem boas chuvas e períodos curtos de seca nos próximos meses

99

Boas chuvas e curtos períodos de seca, os chamados veranicos, em meados de março e de abril, mas com um bom volume pluviométrico no fechamento deste primeiro semestre. Foi como a maioria dos sertanejos elaboradores de previsões do clima e do tempo, com base das observações, diagnosticaram a quadra chuvosa, período meteorológico mais esperado pelos agricultores cearenses. 

Dos 25 participantes do 23º Encontro dos Profetas da Chuva de Quixadá, realizado neste sábado (12), apenas três apontaram diagnósticos pessimistas para este ano.

Uns dizem que será um bom período de chuvas. Baseados em numerologia, natureza ou em outros tipos de crenças, eles tranquilizam e dão esperança aos que vivem na região mais árida do país. Já outros, conhecidos e respeitados por acertar outras vezes, afirmam que não será um momento propício na história pluviométrica local.

Interesse popular

Um dos idealizadores e organizadores do Encontro dos Profetas, Helder Cortez, avalia as revelações dos profetas como de um “inverno na média”, similar ao ano anterior.

Ele ressaltou o evento como modelo para outras regiões, como além de despertar o interesse popular pela previsão meteorológica do inverno sertanejo, um momento de confraternização e de consolidação desse costume, motivo de sempre atrair um grande público. Este ano foi mais de 400 visitantes.

Reconhecendo a importância e a necessidade de se preservar essa tradição, o deputado estadual Guilherme Sampaio Landim pretende apresentar projeto de lei na Assembleia Legislativa pela criação do Dia Estadual do Profeta da Chuva, em janeiro.

Fonte: Diário do Nordeste