Secretário da Sethas participa de Conferência Internacional sobre a Primeira Infância

117

O Secretário de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Vagner Araújo, participou em Brasília da Conferência Internacional sobre “O Poder do Investimento na Primeira Infância para o Desenvolvimento com Equidade”. O evento é organizado pelo Ministério de Desenvolvimento Social – MDS, por meio da Secretaria Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano (SNPDH), em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A Conferência é um espaço para debater o desenvolvimento humano com base em ações direcionadas aos primeiros anos de vida. Durante o encontro, serão abordadas experiências realizadas em outros países, como Argentina, Chile, México e Uruguai, nos âmbitos público e privado.  No Brasil, o destaque será para o programa Criança Feliz, que atende gestantes e crianças em situação de vulnerabilidade social.

O evento conta com a participação de professores das universidades de Melbourne, na Austrália, e de Toronto, no Canadá, além de especialistas da China e do Brasil. Os estudiosos apresentarão pesquisas que demostram a importância do investimento nos primeiros anos de vida para o desenvolvimento humano, bem com o impacto dessa fase no futuro dos indivíduos, sendo, inclusive, um fator importante à prevenção da violência.

“Precisamos aumentar a atenção com esta fase do início de vida. E quando tudo se define para o ser humano – habilidades, capacidades, destino. Cuidar das nossas crianças é salvar as próximas gerações, é salvar nosso futuro”, ressaltou o secretário da Sethas.

Criança Feliz

Coordenado pelo MDS, o Criança Feliz acompanha, com visitas domiciliares, crianças beneficiárias do Bolsa Família, com idades entre 0 e 3 anos, e aquelas de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O programa também chega às mulheres grávidas e crianças que estão afastadas do convívio familiar por medidas protetivas. Nos encontros semanais, visitadores capacitados orientam as famílias sobre como estimular o desenvolvimento das crianças de acordo com a faixa etária delas. Até o momento, 240.917 pessoas são atendidas em 1.946 municípios brasileiros, sendo 209.846 crianças e 31.071 gestantes.

No Rio Grande do Norte, o programa Criança Feliz conta com a adesão de 135 prefeituras, das quais 120 já iniciaram as visitas domiciliares, atendendo cerca de 13 mil crianças e 1,9 mil gestantes.