Uma mulher é assassinada no RN a cada quatro dias de 2019

594

As estatísticas do Observatório da Violência, o OBVIO, mostram que uma mulher foi morta violentamente no Rio Grande do Norte a cada quatro dias de 2019. Neste ano, 53 mulheres foram assassinadas entre 1º de janeiro e 24 de julho. No total, 16 desses casos foram registrados como feminicídios, homicídio motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero.

Dos 16 feminicídios deste ano, 15 foram cometidos pelos parceiros amorosos das vítimas. Apesar da comoção causada por essas mortes, 2019 é o ano com o menor número desses casos quando se é observado o histórico para o mesmo período de meses desde 2015, quando 59 mulheres foram mortas entre janeiro e julho. Em relação ao ano passado houve uma redução desses crimes em 13,1%. Isso porque, em 2018, nessa mesma época, 61 mulheres já haviam sido assassinadas.

O ápice da violência letal contra mulheres aconteceu em 2017. De 1º de janeiro a 24 de julho daquele ano, 77 mulheres foram executadas, sendo que 23 delas em crimes caracterizados como feminicídios. O ano de 2016, com 54 homicídios de mulheres no mesmo período, é o que mais se aproxima de 2019. Inclusive, o número de ocorrências classificadas como feminicídios foi o mesmo: 16.