Após ataque à Saúde, hackers invadem site ligado ao Ministério da Educação

Após ataque à Saúde, hackers invadem site ligado ao Ministério da Educação
Redes Sociais

O grupo que invadiu as plataformas do Ministério da Saúde na madrugada desta sexta-feira (10) fez uma nova vítima. Desta vez, os hackers atacaram o site da Escola Virtual, um ambiente de cursos à distância ligado ao Ministério da Educação.

Por volta das 17h30, o Lapsus$ Group deixou uma mensagem na página de entrada do site com xingamentos ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e também o pedido de pagamento de resgaste de dados. Às 18h45, o site da Escola Virtual permanecia fora do ar.

Nós voltamos, porém, com mais notícias (e com mais poderio). Vamos explicar algumas coisas: o nosso único objetivo é obter dinheiro, não ligamos para a família Bolsonaro (vulgo Bolsofakenews) de m**”. Autores do ataque cibernético à Escola Virtual

A reportagem entrou em contato com o Ministério da Educação, e aguarda posicionamento.

Embora a mensagem fale em “poderio”, os dados do Ministério da Saúde, alvo do primeiro ataque, na madrugada, não chegaram a ser roubados. A Polícia Federal abriu um inquérito para investigar a invasão e, em nota, afirmou que os bancos de dados de sistemas da pasta não foram criptografados pelos hackers.

UOL


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *