Conta de luz mantém bandeira tarifária de escassez hídrica em outubro

Conta de luz mantém bandeira tarifária de escassez hídrica em outubro
Redes Sociais

A conta de luz de outubro vai manter a bandeira tarifária de escassez hídrica. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) informou que a bandeira que será acionada nesta sexta-feira (24) valerá apenas para os consumidores que têm o benefício da tarifa social. Para os demais consumidores está valendo a tarifa criada para enfrentar a pior crise hídrica do país em 91 anos.

A cobrança da bandeira de escassez hídrica tem valor adicional de R$ 14,20 a cada 100 quilowatt-hora consumidos, o equivalente a um aumento de 6,78% na conta de luz em relação à bandeira vermelha patamar 2, de R$ 9,49 a cada 100 quilowatt-hora, cobrada até agosto.

A nova tarifa começou a valer em setembro deste ano e vai até abril de 2022, com exceção dos beneficiários da tarifa social e dos consumidores dos sistemas isolados, tais como os de Roraima e de outras áreas remotas.

O novo patamar foi criado por determinação da CREG (Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética) para custear com recursos da bandeira tarifária os custos excepcionais do acionamento de usinas térmicas e da importação de energia.

A decisão isenta os consumidores beneficiários da tarifa social de pagar a bandeira escassez hídrica. Assim, eles continuarão pagando, com desconto, a bandeira acionada mensalmente pela Aneel se ela for amarela ou vermelhas 1 e 2. A bandeira verde não tem custos para o consumidor.

Bônus

Junto com a banderia da escassez hídrica, foi lançado o Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica, que começou a valer em setembro. A iniciativa recompensará os cidadãos que reduzirem em até 10% o consumo, com um bônus de R$ 50 para cada 100 kWh economizados. O consumo nos mesmos meses de 2020 deste período de setembro e dezembro servirá como parâmetro para calcular a média de consumo.

O programa deve durar até dezembro de 2021 e vale para aqueles que reduzirem o consumo em um patamar de 10% a 20%. Quem economizar menos que 10% não receberá bônus, e quem superar o nível de 20% não receberá prêmio adicional.

R7


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *