Duralex, fabricante do prato inquebrável, ‘quebra’ e pede recuperação judicial

0
182

Os pratos “inquebráveis” que se incorporaram à cultura brasileira podem estar com seus dias contados. Isso porque sua fabricante, a Duralex, entrou com um pedido de recuperação judicial na França nesta quinta-feira (24) — no Brasil (e demais países da América do Sul), a marca pertence à Nadir Figueiredo e não está envolvida no pedido.

Em entrevista ao jornal Le Monde, o presidente da empresa, Antoine Ioannidès, disse que houve perda de 60% do faturamento com a queda das exportações por causa da pandemia do novo coronavírus. A Duralex exporta cerca de 80% de tudo o que produz.

A companhia francesa tem 248 funcionários, que devem continuar empregados, segundo Ioannidès.

Agora, a Duralex vai passar por seis meses de observação sob tutela do Tribunal de Comércio de Orléans. Vamos saber se os pratos vão durar mais que o CNPJ.

CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui