Eleições 2020: Como escolher um bom candidato

Eleições 2020: Como escolher um bom candidato
Redes Sociais

Você já sabe em quem vai votar nas eleições deste ano? Elas estão cada vez mais próximas, e todos nós sabemos o quanto é importante confiar nosso voto ao candidato que irá nos representar nos próximos quatro anos. Por isso, é importante que você avalie alguns critérios na hora de escolher o seu candidato. Em primeiro lugar, saiba sua posição ideológica, sabendo defini-la, você pode eliminar o candidato que não se encaixa com seu posicionamento.

Sabemos que não é um processo tão simples. Por isso, selecionamos alguns critérios que devem ser levados em conta na hora em que você for escolher o seu voto. Veja as questões essenciais para você decidir quais as pessoas mais indicadas para assumir uma tarefa tão importante.

1) pesquise o histórico pessoal

A primeira coisa a se fazer, é obter o maior número de informações sobre o seu possível candidato. Para isso, basta um simples serviço de busca, como o Google, que já é um meio muito prático de se obter as informações necessárias. Mas é preciso saber escolher boas fontes, que tragam informações confiáveis. Dê preferência para os sites oficiais da Justiça Eleitoral, ou páginas de meios de comunicação mais conhecidos.

Procure se informar sobre o histórico pessoal e profissional do candidato, sua postura ética e a forma com que ele se relaciona com a sociedade. Este é um caminho que vai lhe ajudar a descobrir se o discurso enunciado realmente condiz com a atuação dele em outros momentos da vida, fora do período eleitoral.

Observe também a situação do candidato perante a justiça comum e eleitoral. Esse é o requisito mais importante. Pela internet é possível identificar se há algum processo criminal contra ele. É importante que ele não tenha um histórico de mau uso do dinheiro público ou outras práticas ilegais. Um bom candidato é aquele que respeita a nossa legislação.

2) pesquise o histórico político

Em muitos casos, o candidato nestas eleições ocupa ou já ocupou alguma função pública. Este é um segundo ponto muito importante, já que para saber se o seu candidato irá desenvolver bem esse trabalho, nada melhor do que descobrir como ele desempenhou a função anteriormente. Se o candidato exerceu um cargo no poder executivo, analise como ele se portou no cargo, e como foi usado o dinheiro público em sua gestão. Estas informações também são fornecidas nos portais de transparência, da justiça e tribunais de contas.

3) busque afinidade de pensamento

Outro fator importante é que os seus candidatos possuam os mesmos valores que você, que eles compartilhem do seu ponto de vista ideológico. Lembre-se que ele será o seu representante, portanto, é indispensável que vocês defendam as mesmas causas. Por isso, antes de votar, reflita sobre o que você gostaria de ver ser colocado em prática, e escolha alguém que possua as mesmas prioridades.

4) conheça as propostas

Depois de conferir o histórico do candidato, chegou a hora de analisar suas promessas de campanha. As propostas devem ser possíveis de realização, bem elaboradas, e é preciso constar quais mecanismos serão usados para colocar os projetos em prática, informando de onde será destinada a verba para sua execução, assim, você pode comparar as promessas que o seu candidato faz com as promessas feitas pelos outros candidatos.

5) entenda as atribuições de cada cargo

Para saber identificar se as promessas do seu candidato são válidas, é preciso que você conheça quais as funções do cargo que ele está disputando. Por exemplo, é necessário entender que um candidato a vereador, caso eleito, terá a função de legislar e fiscalizar o trabalho do prefeito. Se o seu candidato está prometendo realizar obras ou ampliar as vagas em creches, saiba que esta promessa não é válida, pois ambas são atribuições do prefeito.

Promessas como esta podem significar duas coisas: ou o candidato não tem conhecimento do cargo que pretende ocupar, ou ele está agindo de má fé, fazendo promessas simplesmente porque ele sabe que dão mais votos. Ambos os casos são sinais de que o candidato não é o mais indicado para assumir uma função tão importante.

6) cobre um diagnóstico da cidade

Uma outra forma de avaliar o seu candidato é saber se ele tem um bom conhecimento acerca das necessidades do seu município, uma vez que as promessas devem ser baseadas naquilo que a cidade e os moradores precisam. Se o seu candidato faz um diagnóstico errado das necessidades da cidade, é sinal de que ele não está bem preparado para assumir o cargo. É preciso haver compatibilidade entre as necessidades da cidade e aquilo que o candidato propõe.

Espero ter, com estas simples dicas, poder lhe ajudar na escolha de seu candidato. Lembre-se de nunca se influenciar por pressões de outras pessoas. O Voto é secreto e um direito garantido na constituição Brasileira!


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.