“Em vez de avaliar os brasileirinhos, Abraham Weintraub deveria fazer uma autoavaliação de sua gestão no MEC”, afirma Jean Paul

“Em vez de avaliar os brasileirinhos, Abraham Weintraub deveria fazer uma autoavaliação de sua gestão no MEC”, afirma Jean Paul
Redes Sociais

O senador Jean Paul Prates criticou, nesta quinta-feira, dia 6 de fevereiro, a proposta do ministro da Educação, Abraham Weintraub, de promover mudanças no sistema federal de avaliação da educação em todas as séries da educação básica.
“Em vez de avaliar nossas crianças, o ministro da educação deveria era fazer uma autoavaliação de sua gestão à frente da pasta. Temos a certeza que ele veria sua reprovação”, afirmou.
Hoje, o sistema de avaliação do MEC avalia estudantes da 5ª à 9ª séries. Ou seja, crianças entre 10 e 15 anos. Com a nova proposta do governo, o exame avaliaria estudantes a partir dos seis anos de idade em toda rede pública de ensino.
O parlamentar lembrou que os estudantes dos primeiros anos da educação básica não precisam de provas ou avaliação, mas de assistência e de acolhimento por todos os envolvidos no processo pedagógico. “Em vez de estudar melhorias e avanços profundos para a educação brasileira, o ministro Abraham Weintraub tem destruído a educação brasileira, acabado com o nosso português e desperdiçado seu tempo nas redes sociais escrevendo asneiras ideológicas”, destacou.
Jean Paul afirmou ainda que o Enem foi transformado pelo atual governo numa máquina de destruição de sonhos de jovens e de muitas famílias que desejavam ver seu filho em uma universidade. “Em um governo sério, ou minimamente comprometido com a educação, o atual ministro já teria sido defenestrado, ou melhor, sequer teria sido nomeado para o cargo, pois não possui currículo, discernimento ou experiência condizentes com a importância da Pasta”, finalizou.

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.