Familiares de pessoas infectadas pelo Covid podem ter teste negativo por diferentes motivos

0
272

84 996140787É possível que alguém tenha o teste RT-PCR com resultado positivo, mas as pessoas com quem convive em casa tenham resultado negativo?

Thais Guimarães, infectologista do Hospital das Clínicas da USP e do Hospital do Servidor Público Estadual, diz que os médicos têm ouvido diversos relatos de casos em que uma pessoa foi infectada, com exame diagnóstico positivo para o vírus, e familiares com a qual a pessoa têm convívio íntimo tiveram o resultado do exame negativo.

Segundo a médica, existem alguns cenários e explicações para essa situação. Primeiro, depende de quando foi colhido o exame do familiar, que pode estar fora do período de incubação do vírus -ou muito no início da infecção, quando a pessoa pode não eliminar o vírus ainda pela boca e nariz, ou após o 14º dia, quando já não possui mais material viral no organismo.

Se, no primeiro cenário, o exame deu negativo, pode ser um falso negativo. Já se foi colhida a amostra após o 14º dia de contato com o familiar contaminado, é possível que a pessoa de fato não tenha se infectado. E, para isso, existem duas explicações.

A primeira, afirma Guimarães, é de a pessoa que adoeceu ser pouco sintomática e expelir pouco o vírus. É possível que, se a pessoa tiver poucos sintomas, a quantidade de vírus circulando no ambiente seja menor, por isso os demais moradores da casa não se infectam. A segunda explicação, que intriga mais os especialistas, é o parceiro ou demais familiares terem uma imunidade melhor e realmente não adoecerem.

Isso tem sido bastante comum, e não sabemos ainda porque isso acontece. Às vezes observamos uma disseminação em uma creche ou um asilo e todos ali ficam adoecidos, mas há pessoas muito próximas que não adoecem.”

A infectologista reforça, porém, que os motivos que levam a essa imunidade, que ainda é muito debatida, são desconhecidos. Por isso, as medidas de isolamento e de higiene caso um familiar esteja contaminado não devem ser ignoradas.

FOLHAPRESS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui