Fátima Bezerra defende vacinação, critica Bolsonaro e diz que ainda não fala sobre eleições

Fátima Bezerra defende vacinação, critica Bolsonaro e diz que ainda não fala sobre eleições
Redes Sociais

Em entrevista ao RN No Ar, da TV Tropical, nesta segunda-feira (03), a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, falou sobre saúde, principalmente no que diz respeito à pandemia de covid-19, segurança e obras. A gestora estadual ainda desconversou sobre as eleições deste ano.

Questionada sobre a imunização contra a covid-19, Fátima reforçou que o estado não vai exigir a prescrição médica para a vacinação de crianças. “O RN vai vacinar as crianças sem a exigência da prescrição médica. Estamos pressionando o governo federal para o envio dessas doses”, declarou.

Ainda sobre o processo de imunização da população, a governadora criticou o presidente Jair Bolsonaro. “É revoltante ver a principal autoridade do país continuar desdenhando da vacina. Existe outra explicação para o arrefecimento da pandemia do que a vacinação? Ficou nítido que quanto mais avança na vacinação, mais a doença diminui”, afirmou.

“Vamos cada vez mais continuar apostando na vacina. A vacina é saúde, é ciência, é vida. Aproveito para renovar o apelo para os que não se vacinaram, que o faça. Vamos proteger nossas crianças. É questão humanitária”, completou.

Em relação à segurança pública, Fátima Bezerra reafirmou a realização do concurso público para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Além disso, ela ressaltou a política de promoções dos militares do estado.

“É uma área que temos dado prioridade. Recentemente assinei ato de promoção de policiais. Só na nossa gestão, nós já promovemos mais de 8,2 mil policiais militares. Em três anos de gestão, nós integramos mais de 1,3 mil policiais militares. Estou dizendo isso, pois há anos não se nomeava policiais e bombeiros no estado”, afirmou.

“Eu quero colocar que a segurança pública continuará, por parte da governadora e do governo, merecendo toda a atenção para que a gente continue investindo cada vez mais e avançar no enfrentamento à criminalidade e à violência para trazer paz para a população”, concluiu.

Para as obras públicas, a governadora estima que o empréstimo que foi autorizado pela Assembleia Legislativa no final de 2021 deverá ser utilizado prioritariamente para as rodovias estaduais.

“O foco vai ser as estradas. Foi outra herança trágica que eu peguei. Vamos restaurar 29 trechos críticos. São trechos que não dá mais para fazer a operação tapa-buraco”, disse.

Por fim, a governadora desconversou sobre a candidatura à reeleição em 2022. No entanto, não poupou palavras de apoio à candidatura de Lula à presidência do país. Ela ainda citou os problemas financeiros do estado quando ela assumiu em 2019.

“Isso nós vamos falar daqui a alguns meses. Temos a perspectiva da volta de Lula. Nosso foco é tirar o Brasil dessa tragédia e o Rio Grande do Norte não é uma ilha. O RN estará dentro desse contexto, levando em consideração que queremos avançar. Eu peguei o estado colapso e hoje, graças a Deus, eu posso olhar nos olhos dos servidores. Recuperamos o equilíbrio fiscal, nunca atrasamos salários, quitamos as dívidas que herdamos”, finalizou a entrevista.

Portal da Tropical


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *