Governo conclama Prefeituras a cumprirem decreto para conter a covid-19

0
256
Na apresentação dos dados epidemiológicos e ações do Governo do RN no combate ao novo coronavírus, nesta sexta-feira, 24, o secretário de Saúde Cipriano Maia destacou a importância de todas as Prefeituras assumirem e cumprirem as medidas dos decretos do Governo do Estado. A distribuição de máscaras, o controle das aglomerações, especialmente das filas em bancos, e a manutenção apenas do comércio considerado como essencial, funcionando dentro das normas determinadas, são medidas estratégicas para a contenção do vírus.
“Precisamos de atuação conjunta e solidária, colaborativa. Já temos óbitos em 17 municípios e ocorrências em 50 cidades. Isto mostra que o vírus chegou a todas regiões do Estado”, argumentou Cipriano, para acrescentar que os municípios precisam, também, assumir a responsabilidade de estabilizar pacientes para serem regulados e encaminhados ao atendimento de casos críticos.

Na ocasião, o secretário reforçou a necessidade do isolamento. O Comitê de especialistas e cientistas que assessora o Governo – e realiza análises e projeções com base nos modelos matemáticos aplicados em todo o mundo – afirma que é preciso o mínimo de 60% da população em isolamento para desacelerar a disseminação. O RN tem média de 50% de isolamento e apresenta proporção significativa de mortes de pessoas com menos de 60 anos portadoras de comorbidades.

“O número de casos no RN continua crescendo. A experiência internacional mostra que países que relaxaram as medidas protetivas tiveram grande aumento da contaminação. Ainda estamos em momento de ascensão dos casos. Quem não pode ficar em casa porque trabalha em atividades essenciais tem que se valer de toda a proteção, usar máscara, como prioridade, e manter o distanciamento social. O mesmo vale para quem precisa enfrentar filas e ir a agências bancárias”, enfatizou Cipriano.

O Governo começou a incorporar pessoal, concursado e contratado, para abertura de novos leitos de assistência aos casos de covid-19. Outra medida é o aumento da realização de testes rápidos para identificar quem já tem anticorpos e poderá retomar sua atividade regular de trabalho.

A taxa de ocupação de leitos públicos da rede estadual está próxima de 50%. A estatística mais recente mostra que os casos suspeitos são 3.298, descartados 2.764, confirmados 754, recuperados 289, óbitos 38 em 17 municípios, 9 óbitos em investigação e 52 municípios com ocorrência de casos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui