Governo do RN inicia ações de Ater para agricultura familiar

Governo do RN inicia ações de Ater para agricultura familiar
Redes Sociais

Ampliar o número de agricultores e agricultoras familiares com acompanhamento técnico sistemático e continuado, seguindo os princípios da agroecologia e da convivência com o semiárido, com foco da produção e comercialização de alimentos saudáveis é o que pretende a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf) com ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) nos territórios do Alto Oeste, Sertão do Apodi, Seridó, Mato Grande e Açu-Mossoró.
“Essa iniciativa está orçada em R$ 8,4 milhões e irá atender 2800 famílias de agricultores e agricultoras familiares em quase 50 municípios do estado, chegando a aproximadamente 120 comunidades rurais em três anos de ação”, disse o titular da Sedraf, Alexandre Lima.
Na próxima segunda-feira (30), em Pau dos Ferros, terça-feira (31), em Apodi, e quarta-feira (01), em Currais Novos, a Sedraf irá realizar encontros para apresentar as entidades de Ater que irão executar as atividades de assistência técnica nos territórios do Alto Oeste, Sertão do Apodi e Seridó. Essas entidades foram selecionadas a partir de chamada pública realizada pela secretaria.
No Alto Oeste, a ação irá beneficiar 300 famílias de agricultores familiares dos municípios de Coronel João Pessoa, São Miguel, Doutor Severiano, Encanto, José da Penha, Luís Gomes, Pau dos Ferros, Lucrécia, São Francisco do Oeste, Francisco Dantas, Pilões e Frutuoso Gomes, cujo investimento será de cerca de R$ 1 milhão.
No Sertão do Apodi, serão beneficiadas 550 famílias de agricultores e agricultoras familiares dos municípios de Apodi, Felipe Guerra, Caraúbas, Severiano Melo, Augusto Severo, Janduís, Messias Targino, Umarizal, Upanema e Olho D’água do Borges, e o investimento para este território é de R$ 1,7 milhão.
Já na região do Seridó, a iniciativa irá contemplar 550 famílias dos municípios de Lagoa Nova, Cerro Corá, Tenente Laurentino, Florânia, São João do Sabugi, Caicó, Serra Negra do Norte e Parelhas e o investimento será também de R$ 1,7 milhão.
O trabalho é parte das ações do Programa de Fortalecimento da Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Mais Ater).
A iniciativa irá fortalecer o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater). “Nesses três territórios, o Centro Terra Viva, o Centro Feminista 8 de Março e a Cooperativa Terra Livre são as entidades que irão prestar os serviços de Ater, tanto na parte da assistência técnica voltada para o trabalho com mulheres rurais, quanto para a parte da agroecologia”, concluiu o secretário Alexandre.
Os encontros nos territórios do Mato Grande e Açu- Mossoró serão realizados nos dias 9 e 10 de setembro.
A outra entidade selecionada para prestar seus serviços foi a Associação de Apoio às Comunidades do Campo (AACC).

Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *