Gripe matou três pessoas no RN nos 11 primeiros dias de 2022; H3N2 está no estado

Gripe matou três pessoas no RN nos 11 primeiros dias de 2022; H3N2 está no estado
Redes Sociais

Três óbitos causados pela Influenza A foram confirmados nos 11 primeiros dias de janeiro no Rio Grande do Norte. A informação consta no relatório sobre o cenário epidemiológico de síndromes respiratórias, produzido pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), que o Agora RN teve acesso.

O perfil e o quadro clinico das vítimas não foram informados.

Até esta quarta-feira (12), foram 11 casos detectáveis para Influenza A, conhecida como gripe, no primeiro mês de 2022. Como o dia 12 ainda não acabou, o dado não comtempla a data em questão.

O Laboratório Central Dr Almino Fernandes (LACEN/RN), em Natal, identificou os primeiros casos de Influenza A em 18 de dezembro de 2021.

No mês de dezembro de 2021, foram detectadas 174 amostras de Influenza A no setor de Biologia Molecular do LACEN/RN. Destes, foram subtipadas 72 amostras, todas sendo H3N2.

De acordo com o relatório, os testes para gripe devem ser realizados em caráter epidemiológico e não diagnóstico, em virtude da quantidade de exames disponíveis.

“Considerando o pequeno estoque de reagentes recebidos do Ministério da Saúde pelo Laboratório Central do estado (LACEN-RN) para realização dos exames RT-PCR para Influenza é necessário compreender que as testagens para Influenza devem ser realizadas em caráter epidemiológico e não diagnóstico, devem ser priorizados os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) hospitalizados, evitando processar amostras de pacientes com Síndromes Gripais, e principalmente, devem ser priorizadas as análises de pacientes internados em hospitais da Rede Estadual de todas as Regiões de Saúde, a fim de se obter um retrato epidemiológico do estado por região”, consta no relatório.

Agora RN


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.