Jean e Fátima garantem federalização da RN-226 junto ao ministro da Infraestrutura

Jean e Fátima garantem federalização da RN-226 junto ao ministro da Infraestrutura
Redes Sociais

O Senador Jean (PT-RN) se reuniu com a governadora Fátima Bezerra (PT-RN) e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, para tratar de obras estruturantes no Rio Grande do Norte. Da reunião, que ocorreu nesta quarta-feira (27), saiu a confirmação da federalização da RN-226, que liga Natal ao Seridó potiguar.

A deputada Natália Bonavides (PT-RN) e o deputado Walter Alves (MDB-RN) também estiveram no encontro com o ministro. De acordo com o que foi acordado, a federalização vai acontecer no trecho que passa por Currais Novos, São Vicente e Florânia. O ministro também se comprometeu com os projetos de federalização da RN 104 e da duplicação da BR 406.

“Os estudos de federalização estão sendo feitos e o Ministério encaminhará esses documentos para toda a bancada. Posteriormente, será importante que Deputados e Senadores destinem recursos para as obras. Essas obras são extremamente importantes para a população”, afirmou o Líder da Minoria, Senador Jean.

Aeroporto

Jean entregou um ofício ao ministro solicitando o cumprimento da Lei 13.448, que garante a implementação de um HUB logístico de cargas postais expressas dos correios dentro do aeroporto internacional de São Gonçalo.

O parlamentar adiantou também que irá solicitar a realização de uma audiência pública para discutir com o governo e o TCU a relicitação do aeroporto de São Gonçalo. A mesma ação será feita pela bancada dos deputados. “ Vamos fazer audiências públicas para o TCU explicar o andamento do processo de relicitação do aeroporto.

Porto

O Senador ainda entregou um documento solicitando que os trabalhadores do Porto de Areia Branca não percam seus empregos no processo de arrendamento ou privatização do terminal salineiro.

“Estamos bastante preocupados com a situação dos trabalhadores. O ministro garantiu que nenhuma família será prejudicada e as situações serão discutidas caso a caso”, declarou Jean.

Tarcísio afirmou que se o trabalhador desejar continuar na companhia, ele poderá escolher ser remanejado para o porto de Natal ou Maceió.

No final do encontro, por sugestão de Jean, foi acordada a criação de um Grupo de Trabalho para debater como vai ser feita a transição desses trabalhadores.


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *