Mais de 33% das MPEs potiguares com débitos ainda não aderiram ao RELP

Mais de 33% das MPEs potiguares com débitos ainda não aderiram ao RELP
Redes Sociais

Apesar do Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp) representar uma oportunidade para renegociar os débitos tributários com descontos, muitos donos de pequenos negócios no Rio Grande do Norte deixaram de aderir ao programa no prazo regular, que terminaria nesta terça-feira (31).

De acordo com levantamento do Sebrae, baseado em dados da Receita Federal, das 4.890 empresas que tinham pendências fiscais na hora da opção pelo Simples Nacional no início do ano, apenas 66,9% refinanciaram as dívidas. Mais de 1,6 mil ainda não optou pela negociação. Em todo o Brasil, somente 197 mil pequenas empresas aderiram ao RELP, o que representa 57,9% do total inadimplente com a União.

Porém, essa parcela de contribuintes terá mais uma chance. A Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) prorrogaram o prazo até a próxima sexta-feira (3) para a adesão ao programa para regularização de pendências de quem optou por se manter ou reingressar no Simples Nacional em janeiro deste ano.


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.