Médica do Walfredo Gurgel volta a denunciar “depósito” de humanos no Hospital : “O mundo não se resume ao COVID!”

Médica do Walfredo Gurgel volta a denunciar “depósito” de humanos no Hospital : “O mundo não se resume ao COVID!”
Redes Sociais

A médica neurologista Nicele Candez voltou a denunciar em suas redes sociais o caos do Hospital Walfredo Gurgel , onde trabalha.

Nos últimos dias o que era ruim está pior; a greve de maqueiros por falta de pagamento e pacientes em fila para fazer exames de urgência têm sido as principais causas da superlotação.

Ela critica a falta de negociação dos gestores para um momento de crise e urgência.

Distanciamento social??? Novamente venho aqui ressaltar a dificuldade de todos nas dependências do Hospital.

A Direção se esforça diariamente assim como Médicos, Enfermeiros, Técnicos, Auxiliares, Maqueiros, Seguranças!

MAS NÃO É POSSÍVEL SEM AUXÍLIO DO GOVERNO! Estou com uma paciente há 3 dias aguardando TC de Cranio NAS DEPENDÊNCIAS deste hospital que não realiza por greve. Regularizem estes pagamentos senhores!!! Maqueiros são a logística deste hospital!!!!! Valorizem estes profissionais!

Não temos tempo para planejamentos futuros de regulação. Precisamos disso mas também de soluções imediatas!!! Que hipocrisia exigir máscaras e distanciamento social da sociedade se no nosso “depósito” ( Humanos são jogados aqui como um armazém! Nós que nos viremos no caos) tudo ocorre ao contrário!!!

Nos têem espaço, leitos, estrutura! Organizem outros hospitais, transfiram os pacientes. Cobrem dos hospitais regionais!!! Por que temos que aceitar este caos como “NORMAL????” EU NÃO ACEITO.

Quero continuar minha luta aqui diariamente por um atendimento digno aos pacientes, são pessoas carentes, necessitadas! Não merecem o que vivem aqui!!!

Essas pessoas doentes não possuem voz!!!!!!

Pessoal o mundo não se resume ao COVID! Se você cobra apenas pelo COVID porque te atinge você também é um hipócrita! Cobrem por uma saúde digna para qualquer doença!!!! Para todos! VIVAM O SUS LUTANDO POR ELE!

 Fonte: Território Livre


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *