Ministro Bruno Dantas (TCU) suspende lei que amplia gastos que geraria um rombo de R$ 20 bilhões

0
569

O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, suspendeu a ampliação do Benefício de Prestação Continuada aprovada pelo Congresso, informa O Globo.

A medida traria impacto de R$ 20 bilhões por ano e de R$ 217 bi numa década.

Dantas atendeu a um pedido do Ministério da Economia, que citou decisão de agosto do TCU que impede a execução de despesas sem lastro orçamentário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui