No RN, autoescolas alegam prejuízos por causa da pandemia do coronavírus

0
257

Quase sessenta dias após suspender as atividades por causa da pandemia do novo coronavírus, as autoescolas do Rio Grande do Norte enfrentam inúmeras dificuldades. A principal delas, segundo o presidente do Sindicato das Autoescolas do Estado, José Eduardo Domingo, é financeira.

“Em dois meses, ninguém faturou nada. E se continuar tudo fechado, como a gente sobrevive? A folha de pagamento das autoescolas corresponde a 30% das despesas. Mas, e o restante? Nem todas conseguiram financiar o aluguel. O coronavírus chegou de surpresa e nós não conseguimos nos programar para fazer uma reserva”, desabafa.

O Rio Grande do Norte tem 112 autoescolas que geram 2 mil empregos diretos. De acordo com José Eduardo, todas estão endividadas. Cerca de 90% dessas empresas aderiram à suspensão de contratos de funcionários. As demais demitiram. Segundo ele, cerca de 30% já quebraram.

“Qual o problema de quebrar uma autoescola? Vou te dar um exemplo pessoal. Eu tenho uma autoescola em Parnamirim. Se fechar as portas hoje, eu deixo 250 alunos que já me pagaram sem ter como tirar a habilitação. Não tenho mais dinheiro. Quem vai ressarcir essas pessoas?”, questiona.

José Eduardo disse que há uma deliberação conjunta do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para que autoescolas possam trabalhar a parte teórica por meio de videoaula, o que evitaria a aglomeração de alunos em sala de aula.

A deliberação prevê a abertura de recepção das autoescolas, a partir do próximo dia 21, para que as pessoas consigam agendar e definir como serão as regras de videoaula.

Também estão pré-alinhados os atendimentos na Central do Cidadão e em clínicas para atendimento médico. A portaria com a deliberação deve ser lançada até a noite desta sexta-feira (15).

Com as paralisações, os serviços de retirada e renovação de carteiras de habilitação estão suspensos. Na opinião de José Eduardo, há saídas para resolver a questão.

“Para habilitação, a pessoa pode abrir o protocolo pelo aplicativo do celular e depois vai a uma clínica fazer o exame médico. A própria clínica pode coletar a documentação e as digitais do aluno. Dá para fazer com agendamento. É só organizar a casa”, sugere.

“A abertura das autoescolas será feita com toda a precaução, conforme orientam o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde. Não somos contra o isolamento, porque a vida sempre prevalece. Mas empresa nenhuma sobrevive mais de 60 dias sem dinheiro em caixa”, finaliza”.

Agorarn

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui