Presidente do TSE, proíbe biometria nas eleições municipais para mitigar contágio

Redes Sociais


O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), proibiu a identificação por biometria das eleições municipais de 2020. O tema deverá ser incluído nas resoluções das Eleições 2020 e referendado no plenário do TSE após o recesso do Judiciário.

A decisão segue as recomendações orientadas por uma consultoria sanitária – prestada de forma gratuita ao TSE – por profissionais da saúde. Para decidir excluir a biometria, médicos e técnicos consideraram dois fatores principais: a identificação pela digital pode aumentar a possibilidade de infecção, já que o leitor não pode ser higienizado com frequência; e o aumento das aglomerações, já que biometria seria mais demorada do que o voto com assinatura no caderno de votações – a avaliação é que muitos eleitores têm dificuldade com a leitura das digitais, aumentando o risco de formar filas.

InfoMoney


Redes Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *