Rio Grande do Norte tem 31 cidades com mais eleitores do que habitantes, Bodó é uma delas

Redes Sociais


Movimento no último dia para o eleitor tirar o título pela primeira vez, pedir a transferência do documento para outro domicílio eleitoral ou fazer o recadastramento biométrico (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, 31 possuem mais pessoas aptas a votar do que habitantes. A maior discrepância no Brasil também está em solo potiguar: é a cidade de Severiano Melo, a cerca de 370 da capital Natal. O levantamento foi feito pela Agência Tatu, a partir de um cruzamento de dados feito entre a projeção populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2021 e o número de eleitores apresentados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para estas eleições.

O município com maior diferença, Severiano Melo, possui 1.743 habitantes e 6.669 eleitores. Lá, o percentual da diferença entre eleitores e habitantes chega a 382,62%. Outras cidades com alta diferença no Estado incluem Bodó, que possui 2.171 habitantes e 3.597 eleitores — equivalente a 165,68% — e Tibau, com 4.173 habitantes e 6.623 eleitores, diferença de 158,71%.

A dona de casa Irenilda Soares, 51, é uma das eleitoras de Tibau, no Oeste Potiguar, que reside em outra cidade. Nascida e criada em Mossoró, a cerca de 40km de distância, ela comprou uma casa em Tibau e costuma receber amigos e familiares aos finais de semana, quando viaja.

“Todos os finais de semana eu estou em Tibau. Faz 10 anos que transferi meu título para lá. Meu marido ainda não transferiu, mas pretende transferir para a próxima eleição”, comenta. “Tibau é uma cidade pequena, mas gostosa de morar. Futuramente pretendo morar lá”, afirma.

A situação da mossoroense confirma uma das hipóteses do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) ditas à Agência Tatu. “Alguns municípios têm muita casa de veraneio e tem muita gente que transfere o título para lá, porque vai passar o fim de semana da eleição. [Esse eleitor] Tem residência comprovada por ser proprietário de um imóvel.”

Ainda segundo a Agência Tatu, o Nordeste é a região do país com mais cidades nessa situação, com 167 municípios dentro as 1.793 da região. Em seguida vem o Sudeste (164), Sul (140), Centro-Oeste (76) e Norte (22). Ao todo, são 569 cidades estão nessa situação, que representa aproximadamente 1 a cada 10 cidades do Brasil.


Redes Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.