TSE manda remover postagens de Bolsonaro sobre PCC e impõe multa de R$ 5 mil

Redes Sociais


Por seis votos a um, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral decidiu acatar um pedido do Partido dos Trabalhadores (PT) para obrigar o presidente Jair Bolsonaro (PL) a excluir postagens no Twitter em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT são associados ao Primeiro Comando da Capital (PCC).

O colegiado multou Bolsonaro em R$ 5 mil e derrubou decisão da ministra Maria Claudia Bucchianeri, que, em agosto, negou o pedido.

O caso era uma representação sob o argumento de disseminação de desinformação e realização de propaganda eleitoral antecipada negativa. Essa é a primeira vez que a Corte Eleitoral multa Bolsonaro.

Na postagem, Bolsonaro usa um vídeo de uma reportagem com áudio de uma interceptação telefônica da Polícia Federal na  “Operação Cravada”. No grampo, um líder da facção diz que “com o PT nois (sic) tinha diálogo. O PT tinha com nois (sic) diálogo cabuloso”.

CNN


Redes Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.