TSE se reune para discutir combate à desinformação

TSE se reune para discutir combate à desinformação
Redes Sociais

Representantes do Telegram e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se reuniram nesta quinta-feira (24) para discutir a adoção de uma parceria contra a desinformação envolvendo o processo eleitoral brasileiro. Segundo o TSE, essa foi primeira reunião com o representante do Telegram no Brasil, Alan Campos Elias Thomaz, para discutir formas de colaboração para eleições legítimas e seguras em 2022. Em fevereiro, o TSE firmou um acordo com outras oito plataformas digitais: Twitter, TikTok, Facebook, WhatsApp, Google, Instagram, YouTube e Kwai.

O Telegram, que não havia respondido ao convite até agora , é um dos principais canais utilizados pelo presidente Jair Bolsonaro e apoiadores – em outras plataformas, Bolsonaro já teve diversos conteúdos bloqueados e submetidos a avisos de desinformação.

A postura do Telegram mudou depois que, na última sexta-feira (18), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a suspensão do funcionamento do aplicativo em todo o Brasil.


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.