UFRN desenvolve curativo biodegradável e anti-inflamatório à base de ativos orgânicos

0
82

Pesquisadores do Departamento de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) desenvolveram um curativo biodegradável que, além de proteger ferimentos da exposição, ajuda na cicatrização, através da liberação de ativos com propriedades anti-inflamatórias, e não precisa ser trocado ou removido. Tudo isso, utilizando ativos naturais, provenientes de organismos como algumas plantas amazônicas e cascas de camarão.

A pesquisa, intitulada “Curativos com novo ativo amazônico para o tratamento de lesões cutâneas”, é coordenada pelo professor Ádley Antonini Neves, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da Universidade. A base do novo curativo são os biopolímeros, tipos de moléculas produzidas por seres vivos de rápida decomposição.

Hoje, os biopolímeros são considerados algumas das principais alternativas aos materiais feitos de plástico ou petróleo, pelo seu grande potencial de substituição aos polímeros gerados a partir dessas fontes e sua capacidade de degradação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui