Vacinas recebidas pelo RN até agora só dão para imunizar 10% dos idosos que vivem no Estado

0
128

As vacinas contra a Covid-19 recebidas até agora pelo Rio Grande do Norte são suficientes para imunizar apenas 10% dos idosos que vivem no Estado, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para fechar o primeiro ciclo de imunização, o Estado precisa receber mais doses, principalmente considerando que profissionais de saúde estão no grupo prioritário, independente da idade.

Nesta terça-feira (19), o Rio Grande do Norte recebeu do Ministério da Saúde 82,4 mil doses da Coronavac, o que dá para vacinar 41 mil pessoas – já que serão duas doses. Em contrapartida, o RN tem 392 mil habitantes com mais de 65 anos, de acordo com o mais recente estudo, de 2019.

As pessoas com mais de 60 anos formam o principal grupo de risco para a Covid-19. Nesta faixa etária, a mortalidade é maior que nos outros pacientes. No Rio Grande do Norte, a maioria dos óbitos por Covid-19 entre os homens aconteceu naqueles pacientes que têm entre 70 e 74 anos de idade. Já entre as mulheres, são mais afetadas as que têm mais de 80 e menos de 84 anos de idade.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), a campanha de vacinação contra a Covid-19 deve começar nesta terça-feira (19) às 10h. A imunização estava prevista para iniciar nesta segunda (18) às 17h, mas o voo que trará as doses da vacina para o Estado atrasou.

Neste domingo (17), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19: a Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac; e a da Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca e a Fiocruz do Brasil.

Na primeira fase da campanha, serão vacinados no RN profissionais de saúde (independente da idade). Já na segunda etapa, a vacina será aplicada em quem tem mais de 75 anos. Na terceira fase, a vacina será aplicada em quem tem mais de 60 anos e está em instituições do governo, como asilos.

Desta fase adiante, serão contempladas também as pessoas que têm comorbidades, como pressão alta, diabetes e doença renal. Essas doenças incluem as pessoas no grupo de risco para a Covid-19 apesar da idade.

Segundo o IBGE, o RN tem 829 mil pessoas diagnosticadas com alguma comorbidade que são de risco para a Covid-19. Considerando apenas os maiores de 60 anos, 297 mil pessoas estão inscritas nesse grupo.

Além da Coronavac, o Ministério da Saúde deve distribuir nos próximos dias cerca de 2 milhões de doses da vacina de Oxford, que serão importadas de um laboratório da Índia.

AGORA RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui