Federação de Policiais Penais rechaça corrupção no caso da fuga de Mossoró

Federação de Policiais Penais rechaça corrupção no caso da fuga de Mossoró
Redes Sociais


A Federação Nacional dos Policiais Penais Federais (Fenappf) divulgou um comunicado e afirmou que os dois detentos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró (RN) não tiveram ‘ajuda externa’.

“Os foragidos não tiveram apoio externo, ou seja, não havia logística externa, eles não possuíam veículo para fuga, celulares, casa de apoio e nem rota de fuga, o que nos leva a acreditar que não houve planejamento prévio e sim uma oportunidade que foi aproveitada e obtiveram êxito”, diz nota.

A federação, que reúne cinco sindicatos da categoria, também afirma que ‘se for comprovada a participação de policiais durante a fuga’ de Deibson Nascimento e Rogério Mendonça será necessário ‘cortar a própria carne sem qualquer corporativismo’.

A Fenappf também diz esperar que tudo seja apurado e que eventuais responsáveis ‘respondam pelas suas ações e/ou omissões na forma da lei’.

“Findada as apurações, se tiver algum policial penal federal envolvido cortaremos a própria carne sem qualquer corporativismo, pois o nosso maior orgulho sempre foram os números estatísticos de zero fuga, zero rebelião, zero celular”, diz o documento.

A federação também destaca que desde que o Sistema Penitenciário Federal começou a operar, nunca registrou problemas de segurança ou operacional.

“As penitenciárias federais continuam seguras e cumprindo o seu devido papel, o isolamento de lideranças criminosas inseridas no Sistema Penitenciário Federal”, afirma a nota.

A federação também repudiou falas de pessoas públicas e formadoras de opinião em relação a acusações sobre corrupção dos policiais penais. E defendeu a continuidade das investigações.

CNN Brasil


Redes Sociais

djaildo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *