Mais de 100 mil crianças não receberam o nome do pai este ano em todo o Brasil

Redes Sociais


Os cartórios de Registro Civil do Brasil mostram que nos sete primeiros meses deste ano, 100.717 crianças foram registradas sem o nome do pai.

Este ano, foi registrado o menor número de nascimentos para o período desde 2016, totalizando 1.526.664 recém-nascidos, ou seja, 6,5% do total de recém-nascidos no país têm apenas o nome da mãe na certidão de nascimento.

A porcentagem é maior que os 6% registrados em 2021, quando 96.282 crianças das 1.586.938 nascidas não receberam o nome do pai. Em 2020, foram 1.581.404 nascimentos e 92.092 pais ausentes.

O ano de 2019 teve 99.826 crianças apenas com registro do nome materno ante 1.718.800 nascimentos, seguido por 93.006 frente a 1.702.137 nascimentos em 2018.

Os números estão registrados no Portal da Transparência do Registro Civil, enfatiza informação publicada pelo endereço eletrônico da Agência Brasil na internet.


Redes Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.