NELTER QUEIROZ CUMPRE COMPROMISSO E PROTOCOLA EMENDA PARA VIABILIZAR PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA EM TRECHOS DA ESTRADA DA PRODUÇÃO NA SERRA DE SANTANA

Redes Sociais


Durante pronunciamento na Sessão Ordinária desta terça-feira (20), no horário destinado aos líderes partidários, o deputado Nelter Queiroz (PSDB) destacou a destinação de emenda de R$ 50 milhões para a recuperação de duas estradas na Serra de Santana, na região Seridó: a RN-087, no trecho entre Lagoa Nova e Tenente Laurentino Cruz; e a RN-203, no trecho entre Cerro Corá e São Tomé.

“Conforme compromisso com o nosso povo da Serra de Santana, nos municípios de Bodó, Cerro Corá, Lagoa Nova e Tenente Laurentino, eu quero informar que eu acabo de protocolar, na Comissão de Finanças, uma emenda no valor de R$ 50 milhões para os tão sonhados trechos das RNs 087e 203”, disse Nelter. Segundo o parlamentar, o assunto foi debatido com o povo, os trabalhadores, os pequenos e médios pecuaristas, os comerciantes e as autoridades competentes.

“Ficou acertado que eu organizaria uma audiência pública aqui na Assembleia Legislativa e assim eu fiz com o secretário de Infraestrutura e com autoridades políticas da região. Depois dessa discussão, o pleito foi que eu encaminhasse uma emenda no Orçamento Geral do Estado [OGE] de 2023, que chegou aqui no Legislativo semana passada, e hoje eu protocolei uma emenda de R$ 50 milhões, que será votada no dia 22 de dezembro”, detalhou o parlamentar.

O deputado disse ainda que esse era um compromisso do seu mandato e que ele foi cumprido. “O OGE agora vai tramitar nas comissões e depois segue para o Plenário. Agora eu conto com a colaboração dos meus colegas deputados para a aprovação desta matéria”, apontou, acrescentando que neste sábado (24) estará em Cerro Corá, às 8h; em Lagoa Nova, às 10h; e logo depois irá ao povoado Manoel Domingo para comemorar essa vitória junto aos moradores de Serra de Santana.

Ao final do discurso, o parlamentar lamentou a suspensão da lei que aprovou o aumento do piso salarial dos profissionais da enfermagem. “Eu vejo com muita tristeza essa situação dos enfermeiros, auxiliares de enfermagem, técnicos de enfermagem e parteiras. O Congresso Nacional aprovou a lei do piso salarial, o presidente sancionou e a Justiça mandou suspender porque quer saber a fonte dos recursos. O povo está sugerindo que sejam retiradas as mordomias da Justiça a fim de que sobrem recursos para o cumprimento dessa lei. Portanto, eu peço que o Poder Judiciário em Brasília abra seus olhos e respeite esses profissionais que tanto salvaram vidas na pandemia de Covid-19”, concluiu.


Redes Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.