10% das bombas de combustíveis e balanças em 58 municípios do RN foram reprovadas, em ação do IPEM

0
157

Os fiscais do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM/RN) realizaram a verificação periódica de 1832 balanças comerciais e 934  bombas de combustíveis durante o mês de agosto. Do total de avaliações 10% dos instrumentos foram reprovados por alguma irregularidade e deverão passar por reparo antes de serem utilizados novamente.  “Estamos retomando gradualmente as fiscalizações de alguns instrumentos que são regulamentados pelo Inmetro. Durante o mês de agosto fizemos uma força-tarefa para atender diversos municípios do interior do RN, que deveriam ter sido feitos no decorrer do ano, mas não foram devido a suspensão das atividades ocasionada pela pandemia. Em setembro continuaremos a retomada das fiscalizações em todas as cidades potiguares”, afirma o diretor-geral do IPEM/RN, Theodorico Bezerra Netto.

Das quase mil bombas de combustível verificadas, 147 apresentaram irregularidades e foram reprovadas ou interditadas. As principais inconsistências encontradas foram: vazão abaixo do permitido (quando é entregue um volume menor de combustível ao consumidor em relação ao apresentado na bomba), erro no interloque (sistema de bloqueio responsável por zerar os indicadores de volume e preço a pagar da bomba de combustível a cada novo fornecimento), vazamento de bico de descarga, mostradores danificados e bombas em mal estado de conservação. O cidadão que desconfiar de alguma irregularidade em bomba de combustível ou balança pode fazer informar a Ouvidoria do IPEM/RN pelo e-mail ouvidoriaipem.rn@gmail.com ou pelo whats app 84 98147-9433.

FM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui